Você está aqui
Buffet não indenizará clientes por transtornos causados por fortes chuvas Clipping Diário 

Buffet não indenizará clientes por transtornos causados por fortes chuvas

Chuva torrencial foi considerada excludente de responsabilidade.

A juíza Paula Fernanda Vasconcelos Navarro Murda, da Vara do Juizado Especial Cível de Osasco, negou pedido de indenização feito por casal que teve a festa do filho prejudicada por fortes chuvas. O pedido foi negado sob o argumento de que o caso é de excludente de responsabilidade consistente em força maior.

Os autores ingressaram com pedido de indenização por danos morais e materiais em razão da paralisação e atraso no serviço durante festa realizada no buffet infantil de propriedade da ré. No dia dos fatos chuvas torrenciais inundaram o estabelecimento.

A prova produzida demonstrou que no local havia previsão de escoamento com calhas, que ainda assim não foram suficientes para evitar o colapso de parte do telhado, já que, conforme testemunhas, as chuvas atingiram “parâmetro atípico e totalmente imprevisível”. Segundo a juíza, “os funcionários fizeram o que era possível no momento, conforme prova oral colhida, sendo que há controvérsia se a festa chegou ou não chegou a ser interrompida. De todo sorte, ficou incontroverso que o representante da ré estendeu o horário da festa em pelo menos mais uma hora para compensar o período em que houve o transtorno com a chuva.”

Na sentença, a juíza explica que restou afastado o nexo de causalidade entre a conduta do réu e a ocorrência do evento, o que também exclui, como consequência, o dever de indenizar. “O caso está sob o manto da excludente de responsabilidade consistente em força maior, de forma que a improcedência é medida que se impõe.”

Cabe recurso da decisão.


Fonte: TJSP

Postagens relacionadas

Deixe um comentário