Você está aqui

Tribunal do Júri condena acusado de mandar matar a filha

Sentença fixou mais de 10 anos de reclusão.   O empresário Renato Garembeck Archilla foi condenado hoje (2) pelo 1º Tribunal do Júri da Capital a dez anos, dez meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado, sob a acusação de ter sido o mandante da tentativa de homicídio praticado contra sua filha, Renata Archilla. Na sentença a juíza Débora Faitarone afirmou que os jurados “reconheceram as qualificadoras do recurso que dificultou a defesa da vítima e de que o crime foi praticado mediante paga”. O delito foi…

Leia Mais

Homem é condenado a 21 anos de prisão por duplo homicídio, um deles na forma tentada

O Tribunal do Júri de Taguatinga condenou Correntino Nogueira da Silva pelo homicídio duplamente qualificado de Eduardo dos Santos Silva e a tentativa de homicídio qualificado contra a vítima Raiza Vanessa Silveira Ribeiro. Após o Conselho de Sentença decidir pela condenação, o juiz-presidente da sessão de julgamento aplicou ao réu a pena de 21 anos e 4 meses de prisão, em regime fechado. De acordo com a sentença de pronúncia, no dia 24 de julho de 2013, em Taguatinga Sul, a vítima Raiza parou o veículo que estava dirigindo para que…

Leia Mais